CERES MARYLISE RECEBERÁ TROFÉU CECÍLIA MEIRELES EM ITABIRA - MG, TERRA DE CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE



Síntese das reportagens nos blogs regionais e jornais AGORA e DIÁRIO BAHIA de 20 de novembro de 2013





Ceres com Affonso Romano de Sant´AnnaCeres com Affonso Romano de Sant´Anna
A poetisa Ceres Marylise será homenageada na festa literária "Mulheres Notáveis", em 19 de abril de 2014, com o troféu CECÍLIA MEIRELES, Categoria Especial. A promoção, que se realiza pela 15ª vez, procura premiar "mulheres que se destacaram no cenário mineiro e brasileiro, por sua inteligência, coragem e, sobretudo, pela capacidade de modificar o universo social, político e cultural de nosso país, com sua sensibilidade e sua visão pessoal do mundo".

A escritora compareceu, em outubro e novembro deste ano, a vários encontros nacionais sobre poesia, participando de eventos em Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e São Paulo. "Tudo isso aconteceu por iniciativa do casal Affonso Romano de Sant´Anna e Marina Colasanti, que tomaram conhecimento do meu trabalho a partir da divulgação de muitos dos meus poemas por diversos grupos de escritores e poetas a que pertenço e que atuam no sul, sudeste e no exterior", explica Ceres, acrescentando que "essa súbita notoriedade nacional se deve à apreciação que esses dois grandes autores fizeram de minha produção". Foi aí que tudo começou. Devo isso a eles que me incentivaram e convidaram para participar desses eventos onde estariam presentes", destaca, agradecida.






No Rio de Janeiro, ela participou do sarau "POESIA SIMPLESMENTE" no Teatro Gláucio Gil, quando foi saudada pelo professor de literatura, escritor e membro correspondente da ALITA, Luiz Poeta (Luiz Gilberto de Barros), que falou do respeito e admiração que tem por Ceres Marylise, destacando que "quando movida pelo sentimento, a literatura une, iguala e sublima". Vice-presidente da Academia de Letras de Itabuna (ALITA), Ceres Marylise, ubaitabense, que reside há mais de quarenta anos em Itabuna, é  graduada pela UESC e pós-graduada em Linguística pela Universidade de Quebec/Canadá.







Ceres com a escritora Marina Colasanti


2- Com  Myrian Kuhne diretora da Aliança Francesa - Cópia
Com Dra. Myriam Kuhne, diretora da ALIANÇA FRANCESA NO BRASIL




Livro bilíngue (em português e francês) será lançado na Aliança Francesa do Brasil. Congressos nacionais e internacionais. Instituto Cultural Português no Brasil e lançamento de livro em Lisboa - Portugal, na Casa do Brasil.




A poetisa participou, em Bento Gonçalves/RS, do XXI Congresso Brasileiro de Poesia e do XXI Congresso Internacional Latino-Americano de Casas de Poetas; terá um livro bilíngue (português-francês) lançado na Aliança Francesa no próximo ano, com tradução e apresentação da professora Myrian Kuhne, diretora da entidade; recebeu convite do Instituto Cultural Português (ICP) no Brasil (Porto Alegre) para participar de uma antologia a ser divulgada nos países de língua portuguesa, cujo presidente e professores de literatura das Universidades de Coimbra e de Sintra de Portugal, a incentivam a lançar seu livro em Lisboa, em 2014; foi escolhida como uma das homenageadas na Festa Mulheres Notáveis (19 de abril de 2014, em Porto Alegre) e receberá o Troféu Cecília Meireles, Categoria Especial, honraria às mulheres "que se destacaram no cenário mineiro e brasileiro, por sua inteligência, coragem e, sobretudo, pela capacidade de modificar o universo social, político e cultural de nosso país, com sua sensibilidade e sua visão pessoal do mundo", em Itabira (MG), terra de Carlos Drummond de Andrade.


Em março de 2013 estará participando e lançando seu livro ESTRADAS... volume I, no XI ENCUENTRO INTERNACIONAL DE ESCRITORAS que acontecerá pela primeira vez no Brasil, em Brasília, com leitura e performance de alguns de seus poemas em português e espanhol pela atriz Eugênia Henriques do Rio de Janeiro.




Se lhe perguntam sobre os próximos passos depois desses eventos, Ceres Marylise, modestamente, responde com um fragmento de seu poema CHEGO AOS SESSENTA ANOS: "Ando entre o mergulho e o voo. Entre a incerteza e o medo da certeza.A essa altura da vida desejo muito pouco: amar a todos com franqueza e lealdade e poder abraçá-los em todas as geografias, raças e idiomas."