Livro: Os Brabos

Livro Premiado “Os Brabos”
Ganha Segunda Edição
Por Editora de Brasília


O livro Os brabos, narrativas, de autoria do responsável por este blog,  vencedor por unanimidade  do Prêmio Nacional Afonso Arinos, da Academia Brasileira de Letras, em 1978,  foi publicado  em segunda edição pela Ler Editora de Brasília. Essa edição traz ilustrações de Calasans Neto, artigo de Jorge Amado - “Marca de Um Narrador Dramático” – nas “orelhas, prefácio da crítica baiana Gerana Damulakis e, na contracapa, breve missiva do poeta Carlos Drummond de Andrade.

Ao comentar o livro em artigo divulgado no  “Jornal de Letras”, do Rio, em 1980, Jorge Amado destaca a personalidade vigorosa e original do escritor  Cyro de Mattos, “ autor  que pisa chão verdadeiro, toca a carne e o sangue dos homens, entre sombras e abismos.”  O poeta Carlos Drummond de Andrade, em breve missiva dirigida ao escritor baiano (de Itabuna), em 1981, observa que “essas histórias ficam na lembrança da gente“, seu autor  “põe  muito sentimento dramático da vida e muita vivência brasileira... “   

A comissão julgadora que concedeu o Prêmio Afonso Arinos a Os brabos foi constituída de Alceu Amoroso Lima (relator), Afonso Arinos de Melo Franco, José Cândido de Carvalho, Adonias Filho, Bernardo Elis e Herberto Sales. Ressalte-se que “Ladainha nas Pedras”, uma das narrativas do livro, está inclusa  na antologia “Visões da América Latina”, organizada pelos professores universitários Uffe Harder e Peter Poulsen, publicada pela Editora Vindrose, de Copenhague. Nessa antologia do conto na América Latina participam, entre outros, Juan Rulfo, Mario Vargas Llosa, Alejo Carpentier, Jorge Luís Borges, Augusto Roa Bastos, Artur Uslar-Pietri, Miguel Angel Asturias, José Donoso, Clarice Lispector, Carlos Drummond de Andrade e Mário de Andrade.