Noite de Lançamento da Revista Guriatã



Membros da ALITA e convidados especiais

Academia de Letras de Itabuna apresenta Revista Guriatã à comunidade

Numa noite que misturou música, poesia, teatro e oratória, a Academia de Letras de Itabuna (ALITA) apresentou à sociedade a primeira edição da Revista Guriatã, em 19 de agosto de 2015, no auditório da FTC (Faculdade de Tecnologia e Ciências). Tal como o pássaro emblemático do sul da Bahia que dá nome à publicação, a instituição tem um novo voo neste ano em que comemora o centenário do seu patrono, o saudoso escritor Adonias Filho.
             A Revista “Guriatã”, distribuída durante o lançamento, reúne artigos, ensaios, poesias e discursos, entre outros textos escritos por imortais da ALITA e demais nomes notáveis da literatura regional. Um dos editoriais é assinado pela presidente da Academia, Sônia Carvalho de Almeida Maron, que na solenidade agradeceu o patrocínio do Grupo Conlar à publicação, assim como do empresário Helenilson Chaves, que custeou o coquetel de lançamento.
              Na leitura da mensagem por ela assinada, evidenciou a proposta de fraternidade e união como tônica na Academia de Letras de Itabuna. “Esta revista nasce com o propósito de enfrentar o desafio consubstanciado na defesa dos valores que servem de alicerce não somente às academias de letras: são valores necessários à promoção de um mundo mais ético e mais justo, onde a liberdade de expressão cumpra o seu verdadeiro papel”, assinalou.
              O diretor da revista, Ruy do Carmo Póvoas, lembrou que “a publicação quer se constituir num espaço de interlocução e construção de conhecimentos e intercâmbios de experiências literárias, mormente a produzida na região sul da Bahia”. Ele aproveitou o momento, também, para reverenciar a poetisa Valdelice Pinheiro, durante a leitura do poema “Testamento”.
              Ao fazer uso da palavra no evento, o coordenador e produtor editorial da “Guriatã”, Cyro de Mattos, lamentou os maus-tratos a animais revelando como surgiu a ideia e, em seguida, recitando o poema “Canto a Nossa Senhora das Matas”. Já no discurso intitulado “Em Nome dos Fundadores”, transcrito na revista, Mattos declarou: “A ALITA de fato propicia meios para a valorização da autoestima dos outros no mundo. Isso contribui, em parte, para retirar o homem grapiúna do ócio e da zona de risco”.
              Outro momento marcante da noite foi o recital de poemas dirigido pelo acadêmico Jorge Luiz Batista, com participação dos atores... Eles declamaram poemas dos escritores Florisvaldo Mattos, Firmino Rocha, Telmo Padilha e Walker Luna. Para encerrar, o cantor Roque Luy entoou a versão musicada dos poemas “Passarinhando” e ..., escritos por Ceres Marylise Rebouças.
              A revista Guriatã traz textos assinados pelos seguintes membros da ALITA: Sônia Maron, Ruy Póvoas, Cyro de Mattos, Maria de Lourdes Netto Simões, Raimunda Assis, Jorge Luiz Batista dos Santos, Lurdes Bertol, Consuelo Pondé (in memoriam), Marcos Bandeira, Celina Santos, Sione Porto, Florisvaldo Mattos, Renato Prata, Aleilton Fonseca, Ceres Marylise, Hélio Pólvora (in memoriam), Aramis Ribeiro, Silmara Oliveira, Raquel Rocha e Antonio Lopes. Há, ainda, poemas dos notáveis Firmino Rocha, Telmo Padilha, Walker Luna e Valdelice Pinheiro (todos in memoriam).

Irmã Margarida, Representate do Lions Clube Itabuna Centro, Presidente da ALITA, A escritora Ceres Marylise, Mary Khalid , Raquel Rocha, Silmara Oliveira e Ivan Montenegro.
Sônia Maron, Irmã Margarida Alves, diretora da AFI,
 Paulo Lima e Raquel Rocha

Sônia Maron e confrades da AGRAL: presidente Ivan
 Montenegro e Paulo Lima

Representantes das duas academias, ALITA E AGRAL:
 Raquel Rocha, Ivan Montenegro, Sônia Maron, Silmara Oliveira e
 Paulo Lima

O jovem violinista Pedro Japiassu

Josevandro Nascimento, presidente da Academia de Letras
 de Ilhéus, Magnífica Reitora da UESC  Adélia Maria Pinheiro e Tica Simões


Presidente da ALITA e homenageados na mesa do evento