Itabuna por Ruy Póvoas

Viva ITABUNA, minha terra querida, que hoje faz aniversário. Já centenária, completa hoje seus 108 anos.
Aqui refiz minha vida e meu lar neste chão que Deus me deu.
Aqui plantei amores e amizades, fazeres e viveres, e o Universo me permitiu que eu colhesse tudo em dobro.
Aqui plantei o corpo do filho único e recobri seu sepulcro com 14 livros que escrevi.
Aqui plantei um Terreiro, cujo nome corre solto por aí, presentificando as raízes do povo ijexá no Sul da Bahia.
Aqui, ajudei construir uma universidade e dei 50 longos anos a serviço da Educação.
Neste chão, também já vi    muitos se desfarem e amigos partirem daqui, deixando um eterno adeus.
Aqui, também tenho permanecido nas trincheiras da resistência contra o preconceito, o mandonismo e o elitismo.
Aqui, me fiz jovem, depois adulto, e agora vivencio a última idade.
Aqui, aprendi a vida e agora estou estudando a morte.
Nada disso, no entanto, se faria em tijolos de viveres, se não fosse esta minha terra tão querida, este meu povo grapiúna, tão generoso, que me acolheu quando aqui cheguei, trazendo apenas uma sacola na mão.
Perguntaram apenas o que eu sabia fazer e me receberam com o mais caloroso dos abraços.
E ainda não satisfeitos com toda essa oferta, me agraciaram com o título de CIDADÃO ITABUNENSE.
Por mais que eu tenha dado ao longo desses anos todos, o grande devedor sou eu, ITABUNA. Por isso mesmo, aqui permanecerei, e os amigos e amigas que continuarem por aqui, após minha partida, por amor da caridade, devolvam meu corpo à minha terra amada.
Minhas mãos estão repletas das dádivas recebidas. E com elas devo atravessar os portões da Eternidade.
Deixarei, no entanto, com ITABUNA, o meu eterno reconhecimento e o penhor de minha gratidão.
Aqui cheguei trazido por Oxalá. Aqui plantei meu coração. Aqui permaneci com a graça de Deus.
Aqui espero continuar merecendo a bênção, a amizade, o acolhimento e o carinho deste amado povo itabunense.



Por ITABUNA, Deus seja louvado.
Ruy Póvoas, Ajalá Deré.
Em 28 de julho de 2018.

Nenhum comentário:

Postar um comentário