Poema “Ilhéus” de Cyro de Mattos participa de Livro Didático da Ática

 

        A Editora Ática incluiu na obra didática Linguagens e Suas Tecnologias- Meio Ambiente o poema “Ilhéus”, de Cyro de Mattos, soneto que faz parte  do livro  Cancioneiro do Cacau, segunda edição, Editus, editora da UESC, que deu ao autor o Prêmio Nacional de Poesia Ribeiro Couto da União Brasileira de Escritores – Rio e  Segundo Lugar no Prêmio Internacional de Literatura Maestrale Marengo d’Oro, Genova, Itália.

    A obra Linguagens e Suas Tecnologias – Meio Ambiente tem a tiragem de dez mil exemplares e foi elaborada por uma equipe de professores especializados e, entre eles, os pedagogos Alexandre Faccioli e Bruna Denise  Garófalo de Souza.  Autor de vasta obra, de diversos gêneros, os contos e poemas de Cyro de Mattos estão inclusos em dezenas de antologia, no Brasil e exterior.

      Leiam o soneto inspirado em Ilheús: Chegando de surpresas pela praia, / Navegava meu barco nos teus mares,/ Ao vento triunfavam jubas brancas, / De peixes multicores a enseada // Ofertava-me prata pelas ondas, / Cantigas de sereia no meu peito,/ Nos meus olhos raras águas-marinhas, / Soltos meus cabelos em verde brisa. // Ao teu porto, hoje, capitão retorno, / Entre naufrágios e quilhas suicidas, / De vagas sei com tigres ressentidos. // Nas dunas não me importam os encalhes, /Busco-te arquipélago nas espumas/ Na força do amor todo azul navego.

 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário